Pesquisas mostram que crime eleitoral de Veja fracassou | Blog da Cidadania

As pesquisas Datafolha, Ibope e Vox Populi mostram que, além de o crime eleitoral de Veja não ter funcionado, a revista ainda terá que arcar com o custo judicial – e, consequentemente, financeiro – de seu crime eleitoral.

Source: www.blogdacidadania.com.br

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

Nassif: JN cometerá crime eleitoral nesta noite

O jornalista Luis Nassif antecipa que o Jornal Nacional desta noite dedicará de cinco a dez minutos à reportagem de Veja desta semana, que acusa, sem provas, a presidente Dilma Rousseff no caso Petrobras; “O Tribunal Superior Eleitoral permite o direito de resposta. Ocorre que um direito de resposta convencional só poderia ser exercido na segunda-feira, quando as eleições já ocorreram”, diz ele; “Os advogados do PT deveriam ir agora ao TSE e solicitar uma medida cautelar com direito de resposta”

Source: www.brasil247.com

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

Segundo governo Dilma será muito mais de esquerda que o primeiro | Blog da Cidadania

Chegamos à véspera daquela que talvez seja a eleição mais importante da história deste país. Desde o golpe de 1964 não se via levante da direita tal qual ocorreu ao longo dos últimos 15 meses. Esse processo ensinou muita coisa a Dilma Rousseff e ao PT.
O plano da direita para retomar o poder é literalmente estarrecedor. Marina Silva, liderança antiga da esquerda, mudou de lado. Porém, sem dizer nada. Com isso, conseguiu articular o plano mais diabólico que já testemunhei.
A “Rede” de Marina engabelou partidos realmente de esquerda, mas da esquerda de oposição ao governo do PT. Com isso, fez os bem-intencionados partidos esquerdistas ajudá-la a derrubar a popularidade de Dilma com as “jornadas de junho”.
Ao longo das últimas semanas, porém, várias lideranças de partidos como o PSOL se deram conta do que aquelas manifestações, sob a eminência parda Marina Silva, pretendiam. Assim, com espírito público e humildade o PSOL tem sido imprescindível para tentar evitar a volta da direita ao poder.
No segundo turno, apenas o PSOL, oficiosamente, passou a apoiar o PT. E, claro, alguns segmentos do PSB, os segmentos legitimamente de esquerda, como o ex-presidente do partido Roberto Amaral.
Oficiosamente, porém, toda a esquerda está com Dilma neste segundo turno.
O efeito dessa reaproximação do PT e de Dilma com a esquerda mais autêntica terá como subproduto um segundo governo petista muito mais de esquerda. Até porque, Dilma percebeu o que não percebia: não há contemporização possível com a direita midiática.
Em 2015, os Poderes Executivo e Legislativo se situarão em campos opostos. Não é novidade para ninguém que os fenômenos relatados acima desembocaram no Congresso mais conservador desde a ditadura militar.
O avanço da direita no Legislativo, porém, a partir da próxima legislatura irá se contrapor a um poder executivo que a direita empurrou para a esquerda.
Primeira mudança: no final de setembro, a presidente da República garantiu a este Blog, em entrevista, que, em seu segundo mandato, travará o bom combate contra a direita midiática.
Segunda mudança: os apoios decididos de lideranças psolistas como Jean Willys, Marcelo Freixo e outras farão o PSOL ser tratado de outra forma pela presidente reeleita e pelo PT. Não se exclui a possibilidade de o PSOL ser convidado a participar do novo governo.
Terceira mudança: a aproximação de Dilma com o movimento sindical e com os movimentos sociais será muito maior. Até pelo bem do Brasil.
Quarta mudança: Dilma e o PT finalmente entenderam que um marco regulatório da mídia e a democratização das comunicações são agendas urgentes para o país. E devem trabalhar para que essas políticas sejam postas em prática.
Quinta mudança: acabou o tempo de Dilma apanhar calada da mídia e da oposição.
Sexta mudança: Dilma deverá buscar mais apoio da sociedade a políticas públicas de seu interesse. Recorrerá às ruas para pressionar o Congresso mais conservador.
O efeito disso será imediato. A direita tentará derrubar Dilma com um “golpe branco”, via impeachment. Essa é uma certeza. E isso ocorrerá mesmo se a presidente fizer acenos e concessões à direita. Desse modo, será melhor nem tentar. Será enganada.
Não se pode prever, portanto, um segundo mandato mais tranquilo, do ponto de vista político. Todavia, em um país injusto como o Brasil a “paz” política que tivemos no primeiro mandato é a paz dos cemitérios.
Que venha o embate, pois. A esquerda, unida, não pode ser vencida. Governa para o povo. A divisão é que fez a direita se erguer dessa forma. Unida, a esquerda poderá extrair das ruas o apoio que possa vir a lhe faltar no Congresso.
Ao PSOL, ao PSTU, ao PCO, ao PCB e congêneres, envio uma mensagem: o país conta com vocês. Se a direita conseguir derrubar Dilma em seu provável segundo mandato, o retrocesso dizimará a esquerda brasileira. Vamos à luta.

Source: www.blogdacidadania.com.br

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

Golpe midiático em marcha: Globo entra hoje no “escândalo” da “Veja” – Escrevinhador

Neste sábado, Dilma já não terá voz para responder. Não há propaganda eleitoral. Não há debate. Os candidatos estão proibidos de falar. Mas a Globo está livre para agir – no limite da irresponsabilidade.

Source: www.revistaforum.com.br

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

Como prevenir um crime eleitoral que será cometido logo mais no Jornal Nacional

Hoje à noite, exatamente às 20 horas, será cometido um crime de imprensa e um atentado à democracia. O Jornal Nacional dará entre 5 a 10 minutos de reportagem sobre uma informação falsa veicul

Source: jornalggn.com.br

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!